Sindicato representa Paul√≠nia em forte protesto ūüí™ contra a Reforma Administrativa em Bras√≠lia

O STSPMP, atrav√©s do presidente Rodrigo Jacquet e o diretor Rodrigo Macelari, esteve presente nesta ter√ßa, dia 3, em Bras√≠lia, para expressar junto aos representantes das 11 Centrais Sindicais e de diversas outras entidades de Servidores de todo Pa√≠s, nosso rep√ļdio contra a Proposta de Emenda √† Constitui√ß√£o (PEC) 32 – a Reforma Administrativa. A concentra√ß√£o foi em frente ao Congresso Nacional, justo no dia em que deputados e senadores retomaram ao trabalho. Mais de 3 mil pessoas participaram da mobiliza√ß√£o contra os ataques ao servi√ßo p√ļblico em todos os n√≠veis (federal, estadual e municipal), com o fim de diversos direitos do Servidor e a abertura do servi√ßo p√ļblico para interesses privados.

A manifesta√ß√£o teve passeata da Biblioteca Nacional de Bras√≠lia para o Congresso Nacional. As lideran√ßas sindicais protocolaram o manifesto do movimento com um conjunto de reivindica√ß√Ķes e encaminhamentos do coletivo. Alguns parlamentares contr√°rios √† proposta acompanharam o movimento em frente ao Congresso Nacional. Atualmente, a mat√©ria tramita na C√Ęmara dos Deputados, onde a Comiss√£o de Constitui√ß√£o e Justi√ßa e de Cidadania (CCJC) aprovou, dia 25 de maio, a admissibilidade da ‚Äúdesreforma‚ÄĚ contida nela.

Rodrigo comenta:

N√≥s como entidade sindical temos o dever de representar os trabalhadores de Paul√≠nia e apresentar a nossa indigna√ß√£o frente aos desmandos do Governo Federal com os direitos dos Servidores. Nos unimos neste forte movimento para fazer valer a nossa voz e mostrar que n√£o ficaremos calados mediante aos ataques. Al√©m da nossa presen√ßa aqui em Bras√≠lia, n√≥s participaremos tamb√©m dos movimentos organizados na nossa cidade. Pedimos o apoio de toda a categoria e em breve divulgaremos os novos atos”.

A PEC 32

A Reforma Administrativa √© mais do que um ataque ao Servidor. Ao acabar com a obrigatoriedade do concurso p√ļblico, a PEC 32 prev√™ que os governantes e pol√≠ticos ter√£o √† disposi√ß√£o mais de 200 mil cargos de livre nomea√ß√£o. A proposta n√£o visa reduzir qualquer privil√©gio, pois a grande maioria dos Servidores est√£o h√° muito tempo sem reajuste. Os altos escal√Ķes da Justi√ßa, do Minist√©rio P√ļblico e Defensoria P√ļblica e For√ßas Armadas est√£o de fora do seu alcance!

A proposta acaba com a regra geral da estabilidade no servi√ßo passando a garantir esse direito apenas para as carreiras t√≠picas de Estado. Ainda permite a cumulatividade de cargos e cria uma nova esp√©cie de cargo p√ļblico ‚Ästmesmo via concurso¬†‚Äď na qual o Servidor ter√° um ano de v√≠nculo de experi√™ncia com a Administra√ß√£o, podendo ser dispensado ap√≥s esse per√≠odo caso sua avalia√ß√£o n√£o seja considerada satisfat√≥ria.

A PEC tamb√©m altera profundamente o desenho do Estado e sua capacidade de intervir na economia. Entre outros pontos, a PEC prev√™ que apenas o presidente tenha o poder de promover altera√ß√Ķes no desenho das institui√ß√Ķes da administra√ß√£o p√ļblica, tirando as atuais atribui√ß√Ķes do Congresso Nacional.

ASSISTA AO V√ćDEO DO PRESIDENTE RODRIGO JACQUET

PALAVRA DO DIRETOR MACELARI

MAIS IMAGENS DO PROTESTO

Deixe um coment√°rio

O seu endereço de e-mail não será publicado.

×